Tumblr de uma torcedora fanaticamente apaixonada pelo Palmeiras.

"O Campeão do Século XX, o Alviverde Imponente da torcida que canta e vibra, o gigante do Parque Antárctica... Chame-o como quiser, mas nunca, NUNCA duvide da sua grandeza."

26th Janeiro 2014

postagem de Foto reblogada de Siamo tutti Palestra Italia! com 3 notas

siamotuttipalestraitalia:


“100 anos de história: mais que um clube, uma nação”. Capítulo 1 - Do sonho dos italianos para o mundo: nasce o Palestra Italia
Na Itália, em meio a uma grande crise de emprego na segunda metade do século XIX, ocasionada principalmente pela industrialização do país, uma significativa parte dos italianos migraram para o Brasil em busca de uma vida melhor. Pessoas de origem humilde que habitavam as regiões rurais da Itália, viam no nosso país uma terra nova, a esperança de um futuro promissor: “Terra nostra, terra dei nostri sogni. Speranza! Suo nome è il Brasile”. E na terra dos sonhos dos italianos, estava prestes a nascer um pacato clube, mas que, com a ajuda do tempo, se tornaria um gigantesco nome no país.
Luigi Cervo, Luigi Marzo, Vincenzo Ragognetti e Ezequiel Simone, todos funcionários das indústrias Matarazzo, eram apenas um quarteto de jovens que compunham a colônia italiana no país. Vendo presença de dois times italianos no Brasil, que eram o Pro Vercelli e Torino, os rapazes se motivaram a fundar um clube para a colônia. Com o apoio das indústrias Matarazzo, foi fundado no dia 26 de agosto de 1914 o Palestra Italia. Entre o mês de agosto de 1914 e janeiro de 1915, foi organizada uma grande festa na colônia italiana residente em São Paulo para a apresentação do Palestra. Marcado para o dia nove de janeiro, o grande baile de inauguração deu início à história do clube.
A primeira partida do Palestra Italia aconteceu no dia 24 de janeiro de 1915, cinco meses após sua fundação. Viajando até a cidade de Sorocaba, o Palestra enfrentaria outro time de colônia italiana: o Savoia, que pertencia ao distrito de Votorantim. A equipe palestrina se reuniu bem cedo na antiga estação sorocabana. Um número significativo de sócios acompanhados de suas esposas acompanhavam a delegação.
A recepção aos visitantes foi ótima. Com muita festa e até uma banda de música, centenas de imigrantes e descendentes brasileiros recepcionaram os então palestrinos. Após participarem de um almoço festivo, seguiram rumo a Votorantim para enfrentar seu adversário.
O clima de jogo era intenso: muita gente em volta do gramado. A equipe do Savoia era muito famosa no interior paulista. No primeiro tempo, os mandantes jogaram melhor, porém, nada de gols. Na segunda etapa, o savoianos se cansaram e os palestrinos aproveitaram para pressionar no ataque. Em uma cobrança de falta, Bianco abriu o placar e marcou o primeiro gol da história do Palestra Italia. Um minuto depois, Alegretti converteu um pênalti e ampliou para o Palestra: 2 a 0 e fim de jogo em Votorantim.
A viagem de volta foi pura emoção. Na caravana a alegria e o delírio dos componentes era contagiante, todos estavam radiantes com a vitória sobre o Savoia. Com isso, o Palestra Italia deu início à sua vida futebolística da melhor forma possível: vencendo.
Siga @Palmeirismo no twitter e curta Palmeirismo no facebook!

siamotuttipalestraitalia:

“100 anos de história: mais que um clube, uma nação”. Capítulo 1 - Do sonho dos italianos para o mundo: nasce o Palestra Italia

Na Itália, em meio a uma grande crise de emprego na segunda metade do século XIX, ocasionada principalmente pela industrialização do país, uma significativa parte dos italianos migraram para o Brasil em busca de uma vida melhor. Pessoas de origem humilde que habitavam as regiões rurais da Itália, viam no nosso país uma terra nova, a esperança de um futuro promissor: “Terra nostra, terra dei nostri sogni. Speranza! Suo nome è il Brasile”. E na terra dos sonhos dos italianos, estava prestes a nascer um pacato clube, mas que, com a ajuda do tempo, se tornaria um gigantesco nome no país.

Luigi Cervo, Luigi Marzo, Vincenzo Ragognetti e Ezequiel Simone, todos funcionários das indústrias Matarazzo, eram apenas um quarteto de jovens que compunham a colônia italiana no país. Vendo presença de dois times italianos no Brasil, que eram o Pro Vercelli e Torino, os rapazes se motivaram a fundar um clube para a colônia. Com o apoio das indústrias Matarazzo, foi fundado no dia 26 de agosto de 1914 o Palestra Italia. Entre o mês de agosto de 1914 e janeiro de 1915, foi organizada uma grande festa na colônia italiana residente em São Paulo para a apresentação do Palestra. Marcado para o dia nove de janeiro, o grande baile de inauguração deu início à história do clube.

A primeira partida do Palestra Italia aconteceu no dia 24 de janeiro de 1915, cinco meses após sua fundação. Viajando até a cidade de Sorocaba, o Palestra enfrentaria outro time de colônia italiana: o Savoia, que pertencia ao distrito de Votorantim. A equipe palestrina se reuniu bem cedo na antiga estação sorocabana. Um número significativo de sócios acompanhados de suas esposas acompanhavam a delegação.

A recepção aos visitantes foi ótima. Com muita festa e até uma banda de música, centenas de imigrantes e descendentes brasileiros recepcionaram os então palestrinos. Após participarem de um almoço festivo, seguiram rumo a Votorantim para enfrentar seu adversário.

O clima de jogo era intenso: muita gente em volta do gramado. A equipe do Savoia era muito famosa no interior paulista. No primeiro tempo, os mandantes jogaram melhor, porém, nada de gols. Na segunda etapa, o savoianos se cansaram e os palestrinos aproveitaram para pressionar no ataque. Em uma cobrança de falta, Bianco abriu o placar e marcou o primeiro gol da história do Palestra Italia. Um minuto depois, Alegretti converteu um pênalti e ampliou para o Palestra: 2 a 0 e fim de jogo em Votorantim.

A viagem de volta foi pura emoção. Na caravana a alegria e o delírio dos componentes era contagiante, todos estavam radiantes com a vitória sobre o Savoia. Com isso, o Palestra Italia deu início à sua vida futebolística da melhor forma possível: vencendo.

Siga @Palmeirismo no twitter e curta Palmeirismo no facebook!

26th Janeiro 2014

Foto com 3 notas

“100 anos de história: mais que um clube, uma nação”. Capítulo 1 - Do sonho dos italianos para o mundo: nasce o Palestra Italia
Na Itália, em meio a uma grande crise de emprego na segunda metade do século XIX, ocasionada principalmente pela industrialização do país, uma significativa parte dos italianos migraram para o Brasil em busca de uma vida melhor. Pessoas de origem humilde que habitavam as regiões rurais da Itália, viam no nosso país uma terra nova, a esperança de um futuro promissor: “Terra nostra, terra dei nostri sogni. Speranza! Suo nome è il Brasile”. E na terra dos sonhos dos italianos, estava prestes a nascer um pacato clube, mas que, com a ajuda do tempo, se tornaria um gigantesco nome no país.
Luigi Cervo, Luigi Marzo, Vincenzo Ragognetti e Ezequiel Simone, todos funcionários das indústrias Matarazzo, eram apenas um quarteto de jovens que compunham a colônia italiana no país. Vendo presença de dois times italianos no Brasil, que eram o Pro Vercelli e Torino, os rapazes se motivaram a fundar um clube para a colônia. Com o apoio das indústrias Matarazzo, foi fundado no dia 26 de agosto de 1914 o Palestra Italia. Entre o mês de agosto de 1914 e janeiro de 1915, foi organizada uma grande festa na colônia italiana residente em São Paulo para a apresentação do Palestra. Marcado para o dia nove de janeiro, o grande baile de inauguração deu início à história do clube.
A primeira partida do Palestra Italia aconteceu no dia 24 de janeiro de 1915, cinco meses após sua fundação. Viajando até a cidade de Sorocaba, o Palestra enfrentaria outro time de colônia italiana: o Savoia, que pertencia ao distrito de Votorantim. A equipe palestrina se reuniu bem cedo na antiga estação sorocabana. Um número significativo de sócios acompanhados de suas esposas acompanhavam a delegação.
A recepção aos visitantes foi ótima. Com muita festa e até uma banda de música, centenas de imigrantes e descendentes brasileiros recepcionaram os então palestrinos. Após participarem de um almoço festivo, seguiram rumo a Votorantim para enfrentar seu adversário.
O clima de jogo era intenso: muita gente em volta do gramado. A equipe do Savoia era muito famosa no interior paulista. No primeiro tempo, os mandantes jogaram melhor, porém, nada de gols. Na segunda etapa, o savoianos se cansaram e os palestrinos aproveitaram para pressionar no ataque. Em uma cobrança de falta, Bianco abriu o placar e marcou o primeiro gol da história do Palestra Italia. Um minuto depois, Alegretti converteu um pênalti e ampliou para o Palestra: 2 a 0 e fim de jogo em Votorantim.

A viagem de volta foi pura emoção. Na caravana a alegria e o delírio dos componentes era contagiante, todos estavam radiantes com a vitória sobre o Savoia. Com isso, o Palestra Italia deu início à sua vida futebolística da melhor forma possível: vencendo.
Siga @Palmeirismo no twitter e curta Palmeirismo no facebook!

“100 anos de história: mais que um clube, uma nação”. Capítulo 1 - Do sonho dos italianos para o mundo: nasce o Palestra Italia

Na Itália, em meio a uma grande crise de emprego na segunda metade do século XIX, ocasionada principalmente pela industrialização do país, uma significativa parte dos italianos migraram para o Brasil em busca de uma vida melhor. Pessoas de origem humilde que habitavam as regiões rurais da Itália, viam no nosso país uma terra nova, a esperança de um futuro promissor: “Terra nostra, terra dei nostri sogni. Speranza! Suo nome è il Brasile”. E na terra dos sonhos dos italianos, estava prestes a nascer um pacato clube, mas que, com a ajuda do tempo, se tornaria um gigantesco nome no país.

Luigi Cervo, Luigi Marzo, Vincenzo Ragognetti e Ezequiel Simone, todos funcionários das indústrias Matarazzo, eram apenas um quarteto de jovens que compunham a colônia italiana no país. Vendo presença de dois times italianos no Brasil, que eram o Pro Vercelli e Torino, os rapazes se motivaram a fundar um clube para a colônia. Com o apoio das indústrias Matarazzo, foi fundado no dia 26 de agosto de 1914 o Palestra Italia. Entre o mês de agosto de 1914 e janeiro de 1915, foi organizada uma grande festa na colônia italiana residente em São Paulo para a apresentação do Palestra. Marcado para o dia nove de janeiro, o grande baile de inauguração deu início à história do clube.

A primeira partida do Palestra Italia aconteceu no dia 24 de janeiro de 1915, cinco meses após sua fundação. Viajando até a cidade de Sorocaba, o Palestra enfrentaria outro time de colônia italiana: o Savoia, que pertencia ao distrito de Votorantim. A equipe palestrina se reuniu bem cedo na antiga estação sorocabana. Um número significativo de sócios acompanhados de suas esposas acompanhavam a delegação.

A recepção aos visitantes foi ótima. Com muita festa e até uma banda de música, centenas de imigrantes e descendentes brasileiros recepcionaram os então palestrinos. Após participarem de um almoço festivo, seguiram rumo a Votorantim para enfrentar seu adversário.

O clima de jogo era intenso: muita gente em volta do gramado. A equipe do Savoia era muito famosa no interior paulista. No primeiro tempo, os mandantes jogaram melhor, porém, nada de gols. Na segunda etapa, o savoianos se cansaram e os palestrinos aproveitaram para pressionar no ataque. Em uma cobrança de falta, Bianco abriu o placar e marcou o primeiro gol da história do Palestra Italia. Um minuto depois, Alegretti converteu um pênalti e ampliou para o Palestra: 2 a 0 e fim de jogo em Votorantim.

A viagem de volta foi pura emoção. Na caravana a alegria e o delírio dos componentes era contagiante, todos estavam radiantes com a vitória sobre o Savoia. Com isso, o Palestra Italia deu início à sua vida futebolística da melhor forma possível: vencendo.

Siga @Palmeirismo no twitter e curta Palmeirismo no facebook!

Marcadores: Palmeirascentenário

11th Janeiro 2014

postagem de Link reblogada de Palmeiras com 12 notas

Uma carta a Jorge Valdivia →

cantaevibra:


Jorge Valdivia, camisa 10 do maior campeão nacional de um país com 5 estrelas sobre o escudo.

Venezuelano de nascimento, chileno de criação e brasileiro de espírito.

Sou Palmeirense, mas gostaria de deixar essa maravilhosa característica da minha personalidade de lado nesse momento (se é…

12th Dezembro 2013

Foto com 4 notas

Há um ano um grande goleiro pendurou as luvas. Um goleiro que, mesmo vestindo a camisa de um único clube em toda sua carreira profissional, conquistou com sua humildade a admiração de torcedores dos mais variados times, até mesmo dos rivais.Este goleiro, pentacampeão do mundo com a Seleção Brasileira em 2002, se recusou a sair do Palmeiras para jogar no Arsenal no ano do primeiro rebaixamento por nada mais, nada menos que amor à camisa. Marcos não fez meras defesas, ele foi uma muralha, operou milagres em campo e nos rendeu inúmeros gritos de “DEEEEEEFENDEEEEEU MAAAAAAAAAAAARCOS” cheios de orgulho e emoção. Há um ano vimos nosso ídolo entrar em campo pela última vez com a camisa do Palmeiras. Tivemos sorte quando Deus o colocou no nosso caminho… sorte até demais. Em toda a sua história, Marcos deixou mais do que claro que nasceu para vestir a camisa alviverde e ser mais do que um ídolo, mas sim um Santo. Obrigada, Marcos, por ser nosso defensor durante 20 anos.

Há um ano um grande goleiro pendurou as luvas. Um goleiro que, mesmo vestindo a camisa de um único clube em toda sua carreira profissional, conquistou com sua humildade a admiração de torcedores dos mais variados times, até mesmo dos rivais.
Este goleiro, pentacampeão do mundo com a Seleção Brasileira em 2002, se recusou a sair do Palmeiras para jogar no Arsenal no ano do primeiro rebaixamento por nada mais, nada menos que amor à camisa. 
Marcos não fez meras defesas, ele foi uma muralha, operou milagres em campo e nos rendeu inúmeros gritos de “DEEEEEEFENDEEEEEU MAAAAAAAAAAAARCOS” cheios de orgulho e emoção. 
Há um ano vimos nosso ídolo entrar em campo pela última vez com a camisa do Palmeiras. Tivemos sorte quando Deus o colocou no nosso caminho… sorte até demais. Em toda a sua história, Marcos deixou mais do que claro que nasceu para vestir a camisa alviverde e ser mais do que um ídolo, mas sim um Santo. Obrigada, Marcos, por ser nosso defensor durante 20 anos.

Marcadores: MarcosPalmeirasSão Marcos

17th Novembro 2013

postagem de Foto reblogada de Prefiro essas histórias imperfeitas pra contar... com 61 notas

Incondicional mesmo é o nosso amor. ♥

Incondicional mesmo é o nosso amor. ♥

Fonte: uma-paixao-chamada-palmeiras

1st Novembro 2013

postagem de Foto reblogada de Siamo tutti Palestra Italia! com 2 notas

1st Novembro 2013

postagem de Foto reblogada de Siamo tutti Palestra Italia! com 2 notas

1st Novembro 2013

postagem de Foto reblogada de Siamo tutti Palestra Italia! com 2 notas

siamotuttipalestraitalia:

Palestra Italia, por toda vida.

siamotuttipalestraitalia:

Palestra Italia, por toda vida.

1st Novembro 2013

postagem de Foto reblogada de Siamo tutti Palestra Italia! com 3 notas

siamotuttipalestraitalia:

”(…) A torcida é crucial. São duas situações indiferentes, mas indissociáveis. Jogar futebol exige um imenso desempenho físico e forte controle nervoso. Torcer implica uma tremenda descarga nervosa, com grande controle físico. No campo, o jogador se alimenta dessa descarga para aumentar a eficácia de seu dispêndio físico. Na platéia, o torcedor frui o desempenho físico do jogador para levar ao clímax sua descarga nervosa: GOOOOOOOOOL!!! Na língua portuguesa, aliás, esse elemento fica claramente evidenciado pela denominação dada à criatura: torcedor, aquele que torce, que se retorce, se contorce, como se seu corpo fosse uma caixa de ressonância reproduzindo e ampliando cada movimento, gesto, esforço, violência ou façanha desempenhada no campo diante de si, de tal maneira que esse efeito de ampliação realizado pelo seu corpo retorne e multiplique as energias dos times em campo. Tanto os jogadores como os torcedores sabem disso e o sentem, mantendo-se numa cumplicidade de correspondência durante toa a disputa, como se ao fim e ao cabo fossem todos uma única criatura.” - José Carlos Bruni.

siamotuttipalestraitalia:

”(…) A torcida é crucial. São duas situações indiferentes, mas indissociáveis. Jogar futebol exige um imenso desempenho físico e forte controle nervoso. Torcer implica uma tremenda descarga nervosa, com grande controle físico. No campo, o jogador se alimenta dessa descarga para aumentar a eficácia de seu dispêndio físico. Na platéia, o torcedor frui o desempenho físico do jogador para levar ao clímax sua descarga nervosa: GOOOOOOOOOL!!! Na língua portuguesa, aliás, esse elemento fica claramente evidenciado pela denominação dada à criatura: torcedor, aquele que torce, que se retorce, se contorce, como se seu corpo fosse uma caixa de ressonância reproduzindo e ampliando cada movimento, gesto, esforço, violência ou façanha desempenhada no campo diante de si, de tal maneira que esse efeito de ampliação realizado pelo seu corpo retorne e multiplique as energias dos times em campo. Tanto os jogadores como os torcedores sabem disso e o sentem, mantendo-se numa cumplicidade de correspondência durante toa a disputa, como se ao fim e ao cabo fossem todos uma única criatura.” - José Carlos Bruni.

28th Outubro 2013

Vídeo com 7 notas

"O que faz uma pessoa, um atleta, um jogador de futebol, um goleiro, virar Santo?"

Marcadores: PalmeirasMarcosSão Marcos

20th Outubro 2013

Link com 1 nota

Palmeiras bate Bragantino fora de casa e fica a um passo do acesso à elite →

Marcadores: palmeirasvavel

Fonte: vavel.com

13th Outubro 2013

Foto com 3 notas

”(…) A torcida é crucial. São duas situações indiferentes, mas indissociáveis. Jogar futebol exige um imenso desempenho físico e forte controle nervoso. Torcer implica uma tremenda descarga nervosa, com grande controle físico. No campo, o jogador se alimenta dessa descarga para aumentar a eficácia de seu dispêndio físico. Na platéia, o torcedor frui o desempenho físico do jogador para levar ao clímax sua descarga nervosa: GOOOOOOOOOL!!! Na língua portuguesa, aliás, esse elemento fica claramente evidenciado pela denominação dada à criatura: torcedor, aquele que torce, que se retorce, se contorce, como se seu corpo fosse uma caixa de ressonância reproduzindo e ampliando cada movimento, gesto, esforço, violência ou façanha desempenhada no campo diante de si, de tal maneira que esse efeito de ampliação realizado pelo seu corpo retorne e multiplique as energias dos times em campo. Tanto os jogadores como os torcedores sabem disso e o sentem, mantendo-se numa cumplicidade de correspondência durante toa a disputa, como se ao fim e ao cabo fossem todos uma única criatura.” - José Carlos Bruni.

”(…) A torcida é crucial. São duas situações indiferentes, mas indissociáveis. Jogar futebol exige um imenso desempenho físico e forte controle nervoso. Torcer implica uma tremenda descarga nervosa, com grande controle físico. No campo, o jogador se alimenta dessa descarga para aumentar a eficácia de seu dispêndio físico. Na platéia, o torcedor frui o desempenho físico do jogador para levar ao clímax sua descarga nervosa: GOOOOOOOOOL!!! Na língua portuguesa, aliás, esse elemento fica claramente evidenciado pela denominação dada à criatura: torcedor, aquele que torce, que se retorce, se contorce, como se seu corpo fosse uma caixa de ressonância reproduzindo e ampliando cada movimento, gesto, esforço, violência ou façanha desempenhada no campo diante de si, de tal maneira que esse efeito de ampliação realizado pelo seu corpo retorne e multiplique as energias dos times em campo. Tanto os jogadores como os torcedores sabem disso e o sentem, mantendo-se numa cumplicidade de correspondência durante toa a disputa, como se ao fim e ao cabo fossem todos uma única criatura.” - José Carlos Bruni.

Marcadores: torcidafutebolpaixãobrasil

Fonte: siamotuttipalestraitalia

8th Setembro 2013

postagem de álbum de fotos reblogada de Torcida que canta e vibra ♪ com 29 notas

Paixão Centenária: Seu Juvenal conhece elenco e realiza sonho.

Fonte: uma-paixao-chamada-palmeiras

1st Agosto 2013

postagem de álbum de fotos reblogada de Uma paixão chamada Palmeiras com 26 notas

16th Julho 2013

postagem de Foto reblogada de Torcida que canta e vibra ♪ com 7 notas

sepcristiano:

Cama bem arrumada é isso. #PALMEIRAS #love #beautiful #cute #insta #instapopular #jj #like4like #house #perfeita (em Cruisvo House)

sepcristiano:

Cama bem arrumada é isso. #PALMEIRAS #love #beautiful #cute #insta #instapopular #jj #like4like #house #perfeita (em Cruisvo House)